Posts

Os grãos podem ser divididos em duas categorias principais. Na primeira categoria estão os grãos obtidos de plantas gramíneas como arroz, trigo, cevada, etc. Estes grãos são usados como alimentos principais em muitas partes do mundo. A segunda categoria inclui grãos obtidos de plantas de leguminosas, como variedades diferentes de feijões. Na Índia, estas leguminosas são popularmente conhecidas como dãl (dahl).

Grãos de Plantas Gramíneas

Cevada. Costumava ser o principal cereal de Índia antiga, agora é usado bem menos. No ocidente, é usado em grande parte para fazer cerveja e também como farinha para fazer pão. A cevada regula Kapha, mas aumenta Vata.

Milho. O milho vem originalmente da América do Sul, mas é utilizado no mundo inteiro. São comidos grãos de milho em várias formas, e é usada farinha de milho para fazer pão, crepes, tortillas, etc. É por natureza um alimento seco; aumenta Vata e diminui Kapha e Pitta.

Arroz. É a comida mais usada do mundo. Há várias variedades de arroz. A maioria do arroz é polido antes de vender. No ocidente vigora a idéia errada de que todo o arroz é marrom antes de polir e branco depois de polir; daí, deduzem que o arroz marrom é mais nutritivo porque o processo de polir remove certos nutrientes. É essencial aprender que o que é geralmente conhecido como arroz marrom é uma variedade de arroz que é marrom naturalmente! Este arroz leva muito tempo para cozinhar; é pesado para digerir e aumenta Vata. O arroz polido tem menor valor nutricional mas é fácil de digerir. Secundariamente, há uma variedade de arroz que é naturalmente branco. Os grãos são pequenos e arredondados, e esta variedade de arroz é conhecida como arroz tipo sali na literatura ayurvédica. É considerado como sendo o melhor. Este arroz aumenta Vata e Kapha muito ligeiramente, e diminui Pitta. As outras variedades de arroz tendem a aumentar mais o dosha Vata. Arroz novo é pesado para a digestão. Arroz envelhecido (1 ano) é melhor para o consumo, considerando que arroz que é mais velho que isso aumentará Vata. Arroz selvagem também aumenta Vata.

Trigo. Fica em segundo lugar quanto ao uso na nutrição mundial. Como o arroz, o trigo é usado como prato principal em muitas partes do mundo e também é frio em sua natureza. Diminui Pitta. Trigo novo aumenta Kapha, o envelhecido não.

Grãos de Plantas Leguminosas

Muitos destes grãos são chamados por um nome comum na Índia – dãl. Dãls incluem tipos diferentes de lentilhas e feijões. Dãls são uma fonte popular de proteínas porque muitos indianos são vegetarianos. Além disso, preparações de carne geralmente promovem aumeto de Pitta, e devido ao clima quente, até mesmo os não vegetarianos comem uma quantidade limitada de carne. O mesmo pensamento pode ser aplicado aqui no Brasil. Assim, uma preparação de dãl é geralmente usada em uma das duas refeições principais. Os textos ayurvédicos sugerem que não se deve ingerir dãls no jantar, já que eles são de difícil digestão. Também é dito que dãls deveriam ser preparados com temperos e ghee para facilitar sua digestão.

Grão-de-bico. Quase todas as culturas mundiais fazem uso do grão-de-bico. Há dois tipos: o branco e o marrom. A variedade branca é mais conhecida no Ocidente. Ambos os tipos de grão-de-bico diminuem Pitta. Com ghee, eles constituem uma comida saudável que equilibra os humores. Grão-de-bico germinados (brotos) também são considerados comida saudável.
A farinha de grão-de-bico é conhecida como basin, e pode ser obtida a partir do grão. Esta farinha é utilizada para massagear e limpar a pele. A farinha de Gram misturada com farinha de trigo, é um alimento saudável e nutritivo, e é usada para fazer pão.

Feijões mung (Hindi: Moong Dãl). O nome hindi destes feijões ficou popular no ocidente em restaurantes de comida natural. Eles também estão disponíveis nas lojas chinesas. De acordo com a literatura ayurvédica, este dãl é o melhor de todo o dãls porque é fácil digerir e é considerado um alimento saudável. Traz todos os três humores em harmonia. É rico em proteínas, vitaminas e minerais e é dado freqüentemente a pessoas doentes e fracas. Este dãl é comido de muitas formas: o grão inteiro, brotos, com ou sem a pele. A pele é verde escura; os grãos sem pele são amarelos. Da farinha de feijão mung, são feitos muitas doces diferentes e pratos salgados. Porém, esta farinha não é gostosa quando usada por fazer pão.
Nota: Nos últimos anos, cientistas desenvolveram muitas variedades de feijões mung que são de tamaho maior e estão aumentando Vata.

Ervilhas verdes. Apreciadas no mundo inteiro, as ervilhas são vendidas frescas, congeladas, como também secas. As ervilhas jovens aumentam Vata ligeiramente e diminuem Pitta, mas as ervilhas maduras aumentam Vata intensamente. Como todos os outros dãls, as ervilhas são ricas em proteínas e são consideradas muito nutritivas.
Lentilhas (Feijão de Masoor). São de difícil digestão quando ingeridos com as peles, assim era recomendado usar parcialmente esmagados e sem pele. Sem pele eles são rosados. Nesta forma, eles estão disponíveis em lojas de comida natural, em lojas chinesas, e às vezes em grandes supermercados. Este dãl aumenta Vata e diminui Pitta e Kapha. É usado com ghee para diminuir Pitta viciado.

Feijão de soja. Há muitas variedades de feijão de soja no mundo inteiro e eles são comidos em várias formas. Estes feijões são mais ricos em proteínas que os outros dãls. São difíceis de digerir, conferem força, diminuem Vata e aumentam Pitta. Eles são mais fáceis de digerir depois de ligeiramente germinados.
Há uma variedade grande de outro dãls não descritos, principalmente porque não são encontados aqui no Brasil com facilidade, mas os mais importantes pra nós estão aqui.

Dieta para Pitta: moderada, fria e um pouco seca

Alimentos que devem ser priorizados
Sabores: amargo, adocicado e adstringente

1.Frutas- as melhores são as maduras e adocicadas: cereja, amora, tâmara, uva, laranja lima, passas, pera, figo, melão, manga, melancia, ameixa, coco, maçã e abacate
2.Vegetais- os melhores são adocicados e amargos: aspargos, beterraba, brócolis, alface, cenoura, couve flor, cogumelos, brotos, batatas, aipo, abóbora, espinafre, pepino, bardana, saladas, azeitona,
3.Cereais- quinoa, aveia, granola, arroz branco e basmati, trigo e cevada
4.Leguminosas- feijões com condimentos, soja, tofu e tempe
5.Laticínios-ghee, queijo branco, leite orgânico e manteiga sem sal
6.Produtos de origem animal- peixe de água doce, frango orgânico e peito de peru
7.Condimentos- cominho, coentro, hortelã, salsa, cebolinha, sal de rocha, louro, açafrão
8.Oleaginosas- coco, amêndoas ( moderadamente)
9.Óleos- ghee, girassol, canola e azeite de oliva
10.Bebidas- leite de arroz e amêndoa, suco de frutas indicadas, leite de soja
11.Adoçantes- mel ( moderadamente), açúcar mascavo, estévia, agave, sucralose
12.Chá de ervas- camomila, dente de leão, hortelã, erva doce, neem, carqueja e capim limão

Alimentos que devem ser evitados: quentes e oleosos
Sabores que devem ser evitados: picante, ácido e salgado

1.Frutas- as ácidas devem ser evitadas: banana, maça ácida, morango, limão, laranja, mamão, pêssego, abacaxi, pêssego e grapefruit
2.Vegetais- beri njela, espinafre, tomate, rabanete e mostarda
3.Cereais- milho, centeio, arroz integral, painço, trigo sarraceno
4.Leguminosas- misso, shoyu,
5.Laticínios- manteiga com sal, buttermilk, yogurte, queijo amarelo
6.Produtos de origem animal- carnes vermelhas, ovos, peixe e frutos do mar
7.Condimentos- pimentas, alho, gengibre, noz moscada, orégano, tomilho, cravo
8.Oleaginosas- evite as oleaginosas ou utilize com muita moderação pois são quentes
9.Óleos- milho, gergelim, amêndoa
10.Bebidas- evitar bebidas energéticas: café, álcool, chocolate, mate, sucos ácidos, chá preto e verde
11.Adoçantes- açúcar branco, mel, rapadura (em excesso)